O Sol pode provocar o desenvolvimento da catarata?

Olá, tudo bem?

Independente da estação do ano é sempre importante saber que a exposição prolongada ao sol pode antecipar o surgimento de catarata, que normalmente ocorre com o envelhecimento. Principalmente no verão, as pessoas procuram se proteger dos raios solares, mas acabam esquecendo de cuidar dos olhos. Muitos estudos mostram que os raios Ultra Violetas (UV) podem aumentar o risco de catarata e de outras doenças oculares. Sabemos inclusive que essas doenças são mais frequentes em países de clima quente, onde a incidência dos raios solares é mais elevada.

A catarata reduz a eficiência e transparência do cristalino, uma lente natural e interna do olho que fica atrás da íris (parte colorida do olho) e da pupila (menina dos olhos), e que tem como função fornecer o foco e a nitidez a visão. Quando a catarata se forma, as imagens vão se tornando cada vez mais difíceis de serem distinguidas, uma vez que o contraste e as cores ficam comprometidas.

A exposição prolongada ao sol favorece a precocidade do estresse oxidativo, reação química que pode ocorrer quando as células consomem oxigênio e outros nutrientes do organismo para produção de energia, sendo este, um dos principais contribuintes para o envelhecimento e para as doenças relacionadas à idade, incluindo a catarata.

As células do cristalino contêm água e proteínas e não possuem as organelas, tipicamente encontradas em outras células. Quando a catarata se forma, as proteínas das células do cristalino mostram sinais de danos oxidativos. Elas espalham a luz, ao invés de transmiti-la. Assim, pode-se dizer que o estresse oxidativo é responsável por destruir as proteínas do cristalino, dando origem à catarata.

O uso de óculos de qualidade, que de fato bloqueiem UVA e UVB (>98%), e chapéu, são medidas preventivas importantes, nesta época do ano. Na alimentação, o consumo de alimentos/suplementos ricos em antioxidantes (ômega-3, zeoxantina, transresveratrol, vitamina C e E, selênio, zinco, Carotenoides, cacau, açaí, etc), pode diminuir o estresse oxidativo. Importante lembrar também que os cuidados com a visão não se restringem apenas à época do verão, principalmente para pessoas que moram em localidades onde a incidência elevada de raios solares é presente quase o ano inteiro.

O tratamento de catarata é cirúrgico. Durante o procedimento, retira-se o cristalino e implanta-se uma lente intraocular (LIO) com grau especificamente calculado. O procedimento é muito seguro e a melhora da visão costuma ser rápida.

Qualquer dúvida estou a disposição, obrigado!

Dr. Bruno Schneider de Araujo
Médico Oftalmologista
Especialização em Transplante de Córnea
CRM 35733

Precisa de ajuda?